ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA REMUNERADA E REFORMADOS DA POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DF

CUIDANDO DO PRESENTE E DO FUTURO

DOS NOSSOS VETERANOS E PENSIONISTAS DESDE 1999

  • Comunicação Social ASSOR

ALERTA AOS MILITARES DO DISTRITO FEDERAL


Prezados Policiais e Bombeiros Militares do Distrito Federal. Como sabem o fórum das entidades representativas dos policiais e bombeiros militares do DF está desde o ano passado num processo de negociação com o GDF para a recomposição salarial dos nossos profissionais ativos e veteranos das duas forças. Historicamente, o fórum reúne as associações legalmente constituídas, com respectivos estatutos, CNPJ, e sendo sujeitas à fiscalização pela Promotoria de Fundações e Entidades do MPDFT. Esse fórum tem tido destacada atuação nas nossas conquistas salariais desde a sua criação.


O Fórum é uma congregação espontânea e inteligente das entidades representativas para customização de esforços e pessoal afim de maximizarmos resultados positivos para os associados dessas entidades que compõem o fórum. Acontece que esse ano é um ano eleitoral e algumas pessoas já declaradas pré-candidatas ao pleito eleitoral desse ano (outubro 2022) e entidades que trabalham de forma isolada estão tumultuando o processo de negociação que está sendo desenvolvido há bastante tempo, inclusive se arvorando de legítimos e verdadeiros representantes dos Policiais e Bombeiros Militares e, querem ditar posições e soluções ditatoriais prevalentes ao invés do consenso que deve haver entre todas as associações.


Essa coordenação existe para facilitar e potencializar o trabalho das associações, mas ela não tem o poder de veto nem de determinar ações a serem tomadas pelas entidades representativas, pois são estas quem decidem, no voto, todas as providencias e decisões tomados pelo Fórum. Quanto aos eternos candidatos, alguns também estão criando situações que está colocando em risco o sucesso das negociações. Por outro lado, os dirigentes partidários (de olho nos votos dos Militares do DF) procuram de forma acintosa presumidas lideranças militares para preencherem suas nominatas partidárias.


Essa prática política disfuncional faz com que esses pseudos lideres sejam usados pelos partidos políticos como representantes das duas instituições militares do DF. Essa prática partidária não é boa para as instituições, partidos nem para a segurança pública do DF, uma vez que esses pretensos lideres ao se elegerem desenvolvem um trabalho parlamentar voltado para seus anseios particulares e não os das instituições a que pertencem e dos eleitores da capital de todos os brasileiros. Talvez essa distorção justifique a falta de utilidade e qualidade técnica, validade institucional e política que esses parlamentares deixam de prestar durante o exercício dos seus mandatos.


O mais perigoso é que alguns desses intitulados líderes pregam a segregação de classe dentro das corporações como forma de assegurarem currais eleitorais às praças que são em maior número. Então os policiais e bombeiros militares, querendo ajudar suas instituições caem numa verdadeira armadilha quando votam nos seus candidatos presumidamente para defenderem as suas instituições. Além do mais, o excesso desses candidatos “bucha de canhão” inviabiliza a eleição de candidatos verdadeiramente comprometidos com os ideais republicanos, institucionais e que podem agregar qualidade na segurança pública prestada ao cidadão do DF.


Policial e Bombeiro Militar vamos distinguir o joio do trigo, vamos identificar os lobos solitários que só pensam em poder e os candidatos segregadores da ordem interna das instituições. Vamos observar a história de lutas dos candidatos, suas competências profissionais, sua honestidade, virtudes intelectuais e articulação política e não apenas seus postos ou graduações. Vamos fazer nossas opções de forma inteligente e escolher quem verdadeiramente reúne capacidade e competência de alterar nossa realidade laboral e a segurança do cidadão do DF. Os amiguinhos de hoje, antes da eleição, serão os traidores e negacionistas depois de eleitos. Reflitam e escolham corretamente. Vocês viram o que aconteceu nos pleitos passados com reflexos nefastos até os dias atuais.


Brasília, DF, 22 de fevereiro de 2022.


Wellington Corsino do Nascimento – Cel REF PMDF

Presidente da ASSOR



Para baixar a nota oficial no timbrado da ASSOR, clique no arquivo abaixo:


ASSOR alertaPMBMfev2022
.pdf
Download PDF • 118KB

291 visualizações0 comentário