• Comunicação Social ASSOR

Assor PM-BM mantém reuniões para tratar de recomposição salarial


O presidente da ASSOR PMDF/CBMDF, Coronel PM Wellington Corsino do Nascimento, participou, nessa segunda-feira (27), de reunião entre o fórum das associações da PMDF e CBMDF com o Deputado Distrital Wellington Luiz, na sede da Câmara Legislativa do DF, para discutir a recomposição salarial dos policiais militares e bombeiros militares do DF. Também participaram do encontro o coordenador do Fórum das Associações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do DF , Coronel Brambilla, o ex-presidente da ASSOR, Coronel Jair Tedeschi (foto) e o Capitão Chacon, Presidente da ASAPOL, representando todas as outras associações das duas forças de segurança.


Hoje, o encontro será com o deputado distrital Roosevelt Vilela. A Assor já esteve com o Deputado Federal Alberto Fraga e com o Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos do DF, Tadeu Filippelli para tratar sobre o tema. Durante o encontro, o presidente da ASSOR apresentou as demandas da associação, entre elas, a recomposição salarial, proveniente da inflação do período.

“Estamos encontrando boa receptividade entre os políticos, mas até o momento, não tivemos nenhuma sinalização do Governo do DF sobre a questão. Queremos ter uma recomposição como tiveram as carreiras de estado, bem como as polícias dos ex-territórios, já que a lei que reajusta os vencimentos é a mesma”, afirmou o coronel Wellington.

Nessa segunda, o governador se reuniu com representantes de sindicatos e associações da Polícia Civil e informou que a situação do GDF é problemática para atender ainda esse ano ao reajuste solicitado pela categoria, uma vez que o GDF está no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Quanto ao nosso reajuste, entendemos que não existe esse impedimento, uma vez que a folha de pagamento do pessoal da segurança está fora dessas regras aplicadas ao pessoal pago pela fonte 100 do GDF. Mesmo assim, iremos negociar com o governador e chegarmos a um denominador comum. Como demonstração de boa vontade em face da grave situação das finanças públicas do DF poderemos sinalizar com uma recomposição a partir de janeiro de 2017 e não agora em 2016, como era previsto inicialmente”, disse o coronel Wellington. Segundo ele, tentaremos nos reunir com os sindicatos da Polícia Civil do DF para que as reivindicações da segurança pública ocorram de forma conjunta, respeitando-se as peculiaridades de cada instituição. É primordial para esse momento a união de todo o segmento da segurança pública do DF para podermos alcançar nossas demandas salariais.

Compartilhe:




0 visualização

ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA REMUNERADA E REFORMADOS DA POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DF

CUIDANDO DO PRESENTE E DO FUTURO

DOS NOSSOS VETERANOS E PENSIONISTAS DESDE 1999