• Comunicação Social ASSOR

Fraga manda recado duro a Rodrigo Rollemberg


O anúncio ontem do governo do Distrito Federal de que não poderia conceder o reajuste aos órgãos de segurança pública já começa a apresentar seus efeitos, que podem, de alguma forma, ser devastadores.


Em um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais de grupos policiais, o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), mandou um duro recado ao governador Rodrigo Rollemberg que, segundo o deputado, numa atitude medrosa e covarde falou em encaminhar proposta de reajuste salarial apenas para a Polícia Civil, não resistindo à pressão.

Segundo Fraga, o governador está abusando da paciência da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros que não podem fazer greve. Porém, os resultados, caso essa ideia se concretize, será desastroso para o seu governo já que os operadores da segurança pública tem que ser tratados de forma igualitária e não tem ninguém melhor do que ninguém nesse processo.

No recado à Rollemberg, o deputado fez questão de enfatizar que já o havia alertado desde a assembleia no Clube dos Oficiais (COPM) de que as categorias não aceitariam, em hipótese alguma, um tratamento diferenciado. “Rollemberg não cumpre a sua palavra. Você enganou o Chefe da Casa Militar e o Comandante Geral e as tropas estão desmotivadas. Sabe o que vai acontecer? Os índices de violência vão aumentar e tudo isso por pura incompetência sua e de seu secretariado. É justo o aumento dos policiais civis, mas você não pode de maneira alguma ignorar a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Os resultados você verá”, disparou Fraga.

Esse imbróglio do reajuste, onde as categorias tem buscado suas valorizações às suas maneiras, já tem apresentado frutos negativos no relacionamento das corporações. O clima está tremendamente pesado entre as corporações e divergências administrativas entre policiais militares e civis nas delegacias estão se tornando uma constância. Isso é um precedente muito perigoso que pode abalar toda estrutura da pasta de segurança pública e causar transtornos irremediáveis e irreparáveis, até mesmo à população.

O governo precisa encontrar uma solução satisfatória e rápida para o caso para que não tenhamos que passar por fatos semelhantes ao acontecido no passado onde profissionais que tem o dever de zelar pela ordem pública e a população acabaram se digladiando em plena praça pública.

Que Deus tenha misericórdia.

Fonte: blogdopoliglota.com.br

Compartilhe:




0 visualização

ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA REMUNERADA E REFORMADOS DA POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DF

CUIDANDO DO PRESENTE E DO FUTURO

DOS NOSSOS VETERANOS E PENSIONISTAS DESDE 1999